Terríveis mortos-vivos vão medir forças com Ulf, o pequeno lobisomem

Ulf, o pequeno lobisomem, está de regresso com uma nova aventura: A Batalha dos Mortos-vivos. Depois do sucesso dos quatro primeiros títulos (primeiro e segundo volumes já em 2.ª edição), os quais receberam excelentes críticas por parte da imprensa, a colecção Uma História Mesmo Bestial continua a cumprir a sua missão: estimular a imaginação das crianças.

Convidar o jovem leitor a imaginar-se membro da Sociedade Real para a Prevenção da Crueldade para com as Bestas (SRPCB), uma organização que tem como missão tentar salvar criaturas fantásticas, é então o mote para mais uma fascinante e perigosa aventura.

E para viver intensamente a acção que se avizinha, é condição obrigatória ter coragem para enfrentar o perigo que espreita nesta nova missão.

Uma História Mesmo Bestial tem como personagem principal Ulf, o pequeno lobisomem, que lidera uma equipa composta pelo gigante Orson, pela fada Tiana e pela Dra. Fielding, a veterinária da SRPCB.

A Batalha dos Mortos-vivos é o quinto título de uma colecção de sucesso internacional. Lobisomem contra Dragão , o primeiro volume, foi considerado, pelo jornal britânico The Times, um dos livros do ano para crianças. Os autores, David Sinden, Guy Macdonald e Matthew Morgan, são amigos desde a infância e têm escrito várias colecções de sucesso em Inglaterra. Este livro tem tradução de Rita Graña e revisão de Sara Belo Luís.

As aventuras perigosas continuam então em A Batalha dos Mortos-vivos. Ulf, o pequeno Lobisomem, é chamado a um castelo assombrado na sequência de acontecimentos estranhos e assustadores. O que ele não sabe é que está prestes a cair numa cilada montada pelo malvado barão Marackai, que conta com a ajuda de mortos-vivos! Será Ulf capaz de resolver o mistério dos fantasmas?

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>